Mais de 28.425 vagas em concursos abertos

Notícias

Dicas para concursos de nível médio

Saiba como se preparar para um concurso de nível médio

06 de Dezembro de 2013 às 15:36

Concursos de nível médio são os mais escolhidos entre os concurseiros. Mas são tantas as opções que os candidatos ficam normalmente sem saber como se preparar. Escolher somente uma só da a sensação de que outras boas oportunidades podem estar escapando por entre os dedos.

 O problema é que se tratando de concurso público nunca sabemos exatamente quando um edital vai sair. Muitas vezes o que era previsto para daqui a pouco demora dias ou meses ou então às vezes outro concurso que não estava previsto para aquele momento é anunciado. Isso só dificulta a decisão com relação ao que deve ser estudado.

Seria possível então estudar para vários concursos ao mesmo tempo sem perder a qualidade do aprendizado e aumentar assim as possibilidades de ser aprovado?

Dividimos a resposta em duas situações:

1º - Estudo antecipado:

Dicas para concursos de nivel medioSabemos que a preparação com antecedência é a mais eficiente. Desta maneira o candidato fica em vantagem com relação à concorrência quando o edital é publicado. Se esse for o seu caso, nossa dica é que inicie seus estudos a partir das disciplinas: português, direito constitucional, direito administrativo, raciocínio lógico e informática. Isto representará um percentual significativo do conteúdo programático exigido nos principais concursos de nível médio.

Cabe lembrar que sob o título raciocínio lógico, estão pontos de raciocínio lógico, de matemática e de matemática financeira, que variam um pouco de um concurso para outro.

Outra observação importante e que tem sido uma tendência nos concursos de nível médio é cobrar também redação dos candidatos. Por isso então necessário praticar para ganhar segurança.

2º - Estudo com edital publicado:

Além do grupo de matérias comuns quase todo concurso tem mais dois grupos de disciplinas: as que caem em alguns concursos, mas não em todos e as específicas que são cobradas somente naquele concurso. Temos aí a legislação do órgão, por exemplo, mas que não costuma ter conteúdo muito extenso.

Considerando que o número de disciplinas comuns é expressivo, é possível estudar para mais de um concurso nas seguintes hipóteses: se o candidato “fez o dever de casa” e adiantou as matérias comuns antecipadamente, poderá passá-las para uma fase, que poderemos chamar de manutenção (revisão, exercícios, provas de concursos anteriores) e incluir na programação o estudo das outras matérias cobradas nos editais, que não serão muitas.

A outra situação é quando o candidato está somente dedicado à preparação e pode criar um planejamento que inclua todas as matérias, desde que possa estudar todas, a cada semana, ou no máximo a cada quinzena. Nesse caso, deverá priorizar o estudo do núcleo de matérias comuns, em relação às específicas que serão cobradas em cada concurso.

Se você não estiver em nenhuma das duas situações anteriores e a data da prova já estiver marcada, é melhor escolher um concurso e se dedicar somente a ele para aumentar as chances. Depois, caso não seja aprovado, reinicie a preparação pelas matérias básicas, desta vez antecipadamente para estar em boas condições quando sair o próximo edital.

Outras Notícias

Deixe seu comentário